Jornal da Mania

Café da manhã de Picciani na cadeia é igual ao da maioria da população

22/11/2017 – 08h13

Marcus Marinho

O desjejum servido hoje, na cadeia de Benfica, na zona norte do Rio, já tem cardápio definido. Os deputados Jorge Picciani, Edson Albertassi, e Paulo Mello, todos do PMDB, terão a direito a um copo de café com leite, e um pãozinho com manteiga. Logo mais, às 12h, servidores do poder judiciário vão servir bolo e refrigerante em frente à Alerj, no centro da cidade, para comemorar as prisões dos caciques do PMDB.

Ouça a cobertura do Jornal da Mania:

Jornal da Mania – de 2ª a 6ª, das 06h às 07h

Existe a previsão de que os três deputados presos se encontrem ainda hoje com o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, durante o banho de sol. Todos estão na mesma penitenciária. Com a decisão do Tribunal Regional Federal de mandá-los de volta para a cadeia, eles só poderão ser soltos com autorização do STJ ou do STF. Segundo a Polícia Federal, Picciani, Paulo Mello e Albertassi movimentaram mais de R$ 260 milhões em propina para defender, na Alerj, interesses de empresários de ônibus. Com isso, de acordo com os investigadores, o estado deixou de arrecadar mais de R$ 180 bilhões.

Notícias que você pode gostar