Jornal da Mania

Diretor da PF defende Temer e marca reuniões para discutir delações

21/11/2017 – 08h16

Marcus Marinho

O novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segóvia, disse que o presidente Michel Temer vai continuar sendo investigado – mas o defendeu do episódio envolvendo a mala de propina da Friboi com R$ 500 mil.

“Uma única mala talvez não desse toda a materialidade criminosa que a gente necessitaria para resolver, se havia ou não crime”, afirmou.

Ouça a cobertura do Jornal da Mania:

Jornal da Mania – de 2ª a 6ª, das 06h às 07h

Segóvia vai marcar reuniões com a procuradora-geral da república, Raquel Dodge, e com os ministros do Supremo Tribunal Federal, para discutir a questão das delações premiadas. Ele quer que os agentes também tomem depoimentos dos delatores.

“A lei permite”, declarou.

Notícias que você pode gostar