Jornal da Mania

Pezão completa 4 meses atrasando salários

07/08/2017 – 09h06

Marcus Marinho

Os servidores do governo do estado completaram quatro meses com salários atrasados. Até o momento, não há nada de concreto – apenas uma previsão do governo de quitar os salários mês que vem se o ministério da Fazenda aceitar a documentação apresentada para o programa de reajuste fiscal, e autorizar empréstimos. Porém, esta burocracia pode se arrastar até o fim do ano.

“Estamos no sufoco. Por isso pedimos para as pessoas doarem cestas básicas”, disse Ramon Carrera, um dos representantes do Muspe – o movimento dos servidores públicos.

Ouça a cobertura do Jornal da Mania:

Jornal da Mania – de 2ª a 6ª, das 06h às 07h

Confira os locais para doação de alimentos para os servidores do estado:

–  Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação (Sepe), na Rua Evaristo da Veiga 55, 7º andar – centro do Rio.

– Coligação dos Policiais Civis (Colpol), na Rua Sete de Setembro 141, 2º andar – centro do Rio

– Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário (Sind-Justiça), na Travessa do Paço 23, 13º andar – centro do Rio

– Universidade do Estadual do Norte Fluminense (Uenf), na Avenida Alberto Lamego 2.000, no Parque Califórnia, em Campos dos Goytacazes, no Norte Fluminense.

Até o tráfico está com salários atrasados

A bandidagem também está sentindo os efeitos da crise. Uma investigação da polícia revelou que os traficantes do morro da Babilônia, no Leme, zona sul do Rio, estão há dois meses com salários atrasados. Segundo os investigadores, a venda de drogas caiu, e consequentemente, o poder financeiro do tráfico também. Enquanto isso, os assaltos cresceram na cidade.

Notícias que você pode gostar