Jornal da Mania

Presidente do comitê olímpico é preso pela Polícia Federal

05/10/2017 – 08h

Marcus Marinho

O presidente do comitê olímpico brasileiro, Carlos Arthur Nuzman, foi preso em casa, no Leblon, zona sul do Rio, numa operação conjunta entre a Polícia Federal e o Ministério Público Federal. Ele é acusado de intermediar o pagamento de dois milhões de dólares de propina, para o Rio ganhar o direito de sediar a olimpíada do ano passado. Segundo os investigadores, o esquema também contava com a participação do ex-governador Sérgio Cabral, preso há quase um ano, e facilitou o desvio de dinheiro público em contratos fraudulentos para a realização de obras. O ex-diretor de operações do comitê Rio 2016, Leonardo Gryner, também foi preso há pouco.

Ouça a cobertura do Jornal da Mania:

Jornal da Mania – de 2ª a 6ª, das 06h às 07h

Notícias que você pode gostar