Jornal da Mania

Cabral pode ser condenado de novo ainda este mês

Resultado do segundo processo pode sair em duas semanas

14/06/2017 – 08h45

Marcus Marinho

O ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, do PMDB, pode ser condenado de novo até o final do mês. Ele ainda é réu em nove processos. Cabral é acusado de desviar milhões dos cofres públicos.

“O poder judiciário vive uma cruzada contra a corrupção. Hoje não é importante o saldo bancário de um acusado para saber se ele será ou não condenado. E decisões não serão tomadas em resorts e nem em restaurantes chiques”, disse o juiz Marcelo Bretas, que cuida da operação Lava-Jato no Rio.

Ouça a cobertura da rádio Mania

Jornal da Mania – de 2ª a 6ª, das 06h às 07h

Ontem, o juiz Sérgio Moro condenou Sérgio Cabral a 14 anos e dois meses de prisão por lavagem de dinheiro e corrução. O ex-secretário de governo, Wilson Carlos, foi condenado a 10 anos e oito meses; e o sócio de Cabral, Carlos Miranda, pegou 12 anos. Segundo o juiz, o grupo desviou mais de R$ 2 milhões em recursos de obras do Comperj em Itaboraí. A esposa de Cabral, Adriana Ancelmo, foi inocentada da acusação de lavagem de dinheiro. Porém, ela vai continuar em prisão domiciliar porque ainda responde a dois processos.

Apoio de Lula

Sérgio Cabral foi um dos políticos mais influentes do Rio na última década. Vascaíno, ele foi cotado até para ser candidato a vice na chapa da ex-presidente Dilma Rousseff. Cabral contava com o apoio do ex-presidente Lula, também investigado pela Lava-Jato.

Ouça o ex-presidente Lula declarando apoio a Cabral

“O Sérgio é pura emoção. Parece durão, mas eu já ele ele lacrimejar falando do povo do Rio de Janeiro. Eu acho que o povo precisa de gente assim “, disse Lula durante a propaganda eleitoral da última campanha disputada por Cabral.

Notícias que você pode gostar