Jornal da Mania

Crise afeta o Natal da Vila Mimosa

Foto: reprodução

22/12/2017 – 09h

Marcus Marinho

O principal centro de entretenimento adulto do Rio de Janeiro não é mais o mesmo. A Vila Mimosa, famoso espaço de meretrício da zona norte carioca, sofre conseqüências da crise financeira. E desta vez, sobrou até para o ex-governador do Rio, Sérgio Cabral, condenado a mais de 80 anos de prisão pelo desvio de bilhões de Reais dos cofres públicos.

“Desde a saída da presidente Dilma, a crise só aumenta. E com esse lance de atraso de pagamento nos salários do estado, o movimento caiu 80%”, disse a assistente social da VM, Cleide Almeida.

Ouça a cobertura do Jornal da Mania:

Jornal da Mania – de 2ª a 6ª, das 06h às 07h

4500 mulheres se prostituem na Vila Mimosa, que aliás, fica perto do presídio onde o ex-governador está preso, em Benfica. Mas segundo Cleide, os políticos que estão lá não convidaram nenhuma moça para festinhas particulares.

“E se convidarem, elas não vão. De corrupção, estão todas fora. Elas só querem trabalhar. Tem prostituta da terceira idade que está voltando porque precisa trabalhar. A mais velha tem 74 anos, ainda está bonitona, e com muito pique”, declarou. “Mas esse ano, não temos nem dinheiro pra fazer um bolo de Natal”, lamentou a assistente social, que aproveitou para fazer um convite: “Venham todos à Vila Mimosa. É um local seguro, e as meninas precisam de dinheiro para fazer o Natal das suas crianças. Tem muitas que até arrumaram emprego na faxina para completar a renda, e mesmo assim está difícil”.

Notícias que você pode gostar