Jornal da Mania

Marcelo Odebrecht diz que Dilma queria propina só para ela

Segundo Marcelo Odebrecht, ordem de Dilma foi repassada pelo ex-ministro Guido Mantega

19/04/2017 – 09h49

Marcus Marinho

O ex-presidente da empreiteira Odebrecht, Marcelo Odebrecht, disse em depoimento de delação premiada que a ex-presidente Dilma Rousseff exigiu que os recursos do departamento de propina da empresa fossem usados apenas para bancar a campanha eleitoral dela em 2014. Segundo Marcelo, o recado foi repassado pelo ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega.

“Em maio de 2014, o Guido veio e falou pra mim: ‘olha, Marcelo… ela, a presidenta, disse que daqui pra frente, todos os seus recursos vão para o João Santana. Para a campanha dela'”, afirmou o delator.

O marqueteiro João Santana e a esposa, Mônica Moura, responsáveis pela campanha de Dilma, prestaram depoimento ontem ao juiz Sérgio Moro, e confirmaram as declarações de Marcelo Odebrecht. Mônica anda afirmou que o ex-ministro Antônio Palocci era o intermediador.

“Sempre trabalhamos com caixa dois. Recursos não contabilizados. Desses 10 milhões de dólares que estão nessa planilha, uma parte se refere à campanha da Dilma Rousseff”, declarou Mônica.

A ex-presidente Dilma Rousseff, e as defesas dos ex-ministros Guido Mantega e Antônio Palocci negaram as acusações.

Ouça a cobertura do Jornal da Mania:

Jornal da Mania – de 2ª a 6ª, das 6h às 07h

Notícias que você pode gostar